BELEZA | TR Revista

BELEZA



CIRURGIÃO AFIRMA: SÓ MÉDICOS PODEM APLICAR HIDROGEL

A apresentadora de tevê e modelo Andresa Urach, de 27 anos, saiu do estado grave, mas continua internada na UTI do Hospital Conceição, em Porto Alegre. Segundo os médicos, Andresa melhorou, mas não tem previsão de alta. Ela foi internada dia 1º, devido a uma infecção na perna, provocada pela aplicação de hidrogel. Mas que substância é esta, que recentemente provocou até a morte de uma pessoa?
A seguir, a entrevista concedida pelo cirurgião plástico Alexandre Kataoka, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica,  ao jornal Estadão:

 O que é hidrogel?
É um produto sintético que foi criado para preencher pequenas deformidades na pele ou no músculo. Diversas marcas produzem a substância, que pode ser permanente ou absorvida pelo organismo.

É permitido usar hidrogel para fins estéticos?
Sim, a substância é liberada pela Anvisa. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, no entanto, já alertou que o Polimetil Metafilato, um dos tipos de géis usados para fins estéticos, deve ser usado com cautela, pois ainda faltam estudos sobre seus riscos.

Quais são os riscos do hidrogel?
Pode causar infecções, necroses e embolia pulmonar. O grande problema do hidrogel é que uma cirurgia para retirá-lo é muito complexa. No caso de uma infecção causada por uma prótese no seio, basta retirar a prótese, mas o hidrogel se espalha pelo organismo, o que torna o procedimento de retirada mais agressivo.

Como deve ser aplicado o hidrogel?
A aplicação pode ser feita na clínica, dependendo do porte do local. O fundamental é que o procedimento seja feito por um cirurgião plástico ou um dermatologista.

Existem contra-indicações?
Pacientes com infecções, baixa imunidade, problemas sanguíneos e diabéticos não podem passar pelo procedimento. A aplicação do hidrogel pode ampliar qualquer infecção, seja da pele ou em outra parte do corpo; uma infecção urinária, por exemplo, pode migrar para outra parte do organismo.