EZILMA TEIXEIRA RELEMBRA/DO ANTIGO CARNAVAL TRIRRIENSE | TR Revista

EZILMA TEIXEIRA RELEMBRA/DO ANTIGO CARNAVAL TRIRRIENSE




VALE A PENA VER DE NOVO ( III )

JAZZ - BAND UNIÂO


Já um pouco antes da dissolução do Jazz- Band Colombia ( 1935), alguns dos seus jovens músicos haviam formado o Jazz - Band União, que por muito tempo abrilhantou os bailes de carnaval do antigo CAER ( ainda na Praça da Autonomia ).
Seu diretor era o jovem João Pedro da Silveira ,seu pianista e, na foto, com o braço direito sobre o teclado.
Músico na juventude, anos após teve intensa participação política na vida trirriense. Foi por três vezes seu prefeito e duas vezes deputado estadual, sem deixar de destacar que, junto a seu pai, Isaltino Silveira, foi o fundador do Entre-Rios Jornal,  órgão de imprensa que dirigiu por mais de 40 anos.
Desse Jazz -Band outros jovens músicos tornaram -se mais tarde também famosos na História de Três Rios, como o saxofonista Áquilas Rodrigues Coutinho, grande vereador da nossa primeira  Câmara,  emérito professor e imortalizado com o Hino a Três Rios, célebre composição de sua autoria.
Outro jovem músico, hoje também com destaque na História Trirriense, foi Geraldo Duarte, com inestimáveis serviços prestados ao Grêmio Musical 1º de Maio, igualmente integrante da sua banda por mais de 50 anos.
Entre outros valorosos músicos, fica a citação de Manoel Rodrigues, músico de muitos instrumentos e orgulhoso pai de seu único filho, o grande inesquecível artista e carnavalesco Wanderley Rodrigues.
Além de homenagear esses músicos do passado - do Jazz- Band União -.estendemos também a homenagem aos nossos músicos de hoje que, dando continuidade à alegria momesca, abrilhantam nossos festejos carnavalescos .

Foto - Acervo do Entre- Rios Jornal