FESTA DO TROFÉU ZIRIGUIDUM SERÁ NO BAMBAS | TR Revista

FESTA DO TROFÉU ZIRIGUIDUM SERÁ NO BAMBAS



 

Acontece no próximo sábado (31), na quadra do Bambas do Ritmo,  a festa para entrega do Troféu Ziriguidum aos destaques do grupo A  carnaval de Três Rios em 2014. A promoção, idealizada pelo carnavalesco Fernando Ferreira, é realizada há  onze anos, com o apoio do Entre Rios Jornal, Liga Independente das Escolas de Samba, e   Secretaria Municipal de Turismo e Cultura.

A festa tem início marcado para as 22 horas, com a participação da Bateria Explosão, da Mocidade Independente de Vila Isabel, premiada como a melhor de 2014,  sob o comando do Mestre Ni, tendo ainda Dabada Cris, eleita a Melhor Rainha de Bateria do carnaval 2014, também pela Mocidade.

Os premiados com o Troféu Ziriguidum 2014 são:

Melhor Escola: Bambas do Ritmo (Enredo: “Bambas do Ritmo – História, Orgulho, Paixão… 50 Anos de Pura Emoção!” – Presidente: Dirceu Duarte – Carnavalesco: Fernando Ferreira)

Melhor Samba de Enredo: Bambas do Ritmo (Enredo: “Bambas do Ritmo – História, Orgulho, Paixão… 50 Anos de Pura Emoção!” – Compositores: Serginho, Fábio, Jorge TQ, Fernando Barbosa, Luiz Neto, Pixulé, Alípio Carmo e Guilherme Sá)

Melhor Enredo: Bom das Bocas – “Máscaras – Uma Viagem Misteriosa de Arte e Sedução” (autor: Rafael Moreira –  carnavalesco: Gilber Rosa)

Melhor Bateria: Mocidade Ind. de Vila Isabel (Bateria Explosão sob o comando de Mestre Ni)

Melhor Mestre-Sala (1º Casal): Em Cima da Hora (Mauro)

Melhor Porta Bandeira (1º Casal): Em Cima da Hora (Mara)

Melhor Ala das Baianas: Bambas do Ritmo (Fantasia: África, Ventre que gerou o Samba – responsável: Maria Ivone)

Melhor Intérprete: Bom das Bocas (Mário Sempre Samba)

Melhor Comissão de Frente: Bambas do Ritmo – Fantasia: Ancestralidade Africana. E o futuro, o que será? – Coreógrafo: Carlos Henrique Bonforte – Caíque

Melhor Ala Mirim: Bambas do Ritmo (Fantasia: Não Deixe o Samba Morrer – Zé Carioca e Carmem Miranda) responsável: Cristiana Ramos

Melhor Ala: Bom das Bocas (Ala Morro Por Ti Verde e Branco – Fantasia: A Ritualidade do Teatro Africano  – responsável: Dão Carteiro)

Melhor Passista Masculino Adulto: Mocidade Ind. de Vila Isabel (Taroba)

Melhor Passista Feminino Adulto: Bom das Bocas (Ana Carolina)

Melhor Alegoria: Bom das Bocas (Carro Abre-Alas – As Mágicas Máscaras Venezianas)

Melhor Destaque de Luxo Feminino: Bom das Bocas (Caroline Schmitz – Destaque de chão com a Fantasia: Iya Nla)

Melhor Destaque de Luxo Masculino: Mocidade Ind. de Vila Isabel (Gil Cerqueira – Fantasia: Águas Cristalinas)

Melhor Velha Guarda: Bambas do Ritmo (Fantasia: Jubileu de Ouro – responsável: Rosimar de Oliveira, a Gugu)

Melhor Mestre-Sala (2º casal): Bom das Bocas (Douglas – Dodô)

Melhor Porta Bandeira (2º casal): Bom das Bocas (Paola)

Melhor Passista Mirim Masculino: Bom das Bocas (Cauã)

Melhor Passista Mirim Feminino: Independente do Triângulo (Geiziane de Oliveira Santos)

Melhor Rainha de Bateria: Mocidade Ind. de Vila Isabel (Dabada Cris – fantasia: Guardiã das Águas)

Prêmio Especial: Bom das Bocas (Ronalda Hair – Destaque de chão com a fantasia: Luíza)

Revelação: Bom das Bocas (Leonardo Vieira, coreógrafo da Comissão de Frente)