GENTE/ EZILMA TEIXEIRA ESCREVE | TR Revista

GENTE/ EZILMA TEIXEIRA ESCREVE



OBITUÁRIO 

PROFESSOR CARLOS HENRIQUE MONNERAT 

Carlos Henrique Monnerat , filho de Octávio Monnerat e Marieta Reis Monnerat nasceu em Bom Jardim ( RJ) no dia 12 de agosto de 1920.Descendia de uma linhagem de imigrantes suíços que na segunda metade do século XIX se radicaram naquela região serrana fluminense. 

O professor Carlos Henrique Monnerat , ilustre mestre, de fino trato, empreendedor ímpar, reserva moral, amado e respeitado por uma legião de amigos que bem soube cativar em sua existência exemplar e escorreita . Teve vida longeva ,falecendo no último dia 16 de dezembro, em Bom Jardim (RJ), sua terra natal, aos 100 anos de idade. 

No início dos anos de 1940 ,egresso de Bom Jardim,  aportou em Três Rios para ter exercício no magistério, elevada missão desempenhada com raro denodo e brilhantismo por muitas décadas que lhe dotou de grandes reconhecimentos e profunda admiração do povo trirriense. 

Amou sua terra adotiva como se sua fosse e nela deixou plantados muitos serviços para o seu progresso e seu desenvolvimento, com mais direção à seara da Educação. Transmitiu seus altos conhecimentos à uma plêiade de jovens alunos ao correr de muito tempo. 

Amado, admirado ,respeitado e inesquecível, o professor Carlos Henrique Monnerat está ombreado às grandes personagens da galeria de vultos históricos artífices na construção do município de Três Rios. 

O motivo condutor da vinda do ilustre educador para terras trirrienses prende-se ao ano de 1937, quando seu irmão mais velho, o também jovem professor Geraldo Majela Monnerat,  aportara em Entre-Rios para dirigir uma filial do Colégio Plínio Leite, de Niterói. 

Esse ano e acontecimento marcam a entrada da eminente família Monnerat em Três Rios. 

A supracitada filial de ensino localizava-se na então Rua Coronel Vitória, 539 (hoje Rua Duque de Caxias) mais exatamente onde está localizada a agência do Banco do Brasil. Funcionava em regime de internato, externato  e semi-internato e oferecia os cursos de Jardim de Infância, Primário e Admissão. Esse estabelecimento de ensino encerrou as suas atividades em 1942. 

Encerradas as atividades da filial do Colégio Plínio Leite, em 05 de março o professor Geraldo Majela Monnerat inaugurou o Instituto Monnerat na Rua Duque de Caxias, 586, com a oferta dos cursos de Auxiliar de Comércio, Admissão,Jardim de Infância, Primário, Datilografia e Piano,  com 140 alunos matriculados. 

Para essa notável empreitada seu fundador trouxe de Bom Jardim (RJ) seus irmãos  Carlos Henrique, Joel, Maria de Lourdes e Rita de Cássia, para exercício no magistério do novo estabelecimento de ensino, inaugurado no dia 5 de março de 1942. 

A partir da chegada do irmão professor Carlos Henrique o diretor do Instituto Monnerat teve nele um importantíssimo pilar para a futura grande obra pioneira de educação que não demoraria a  efetivar-se em Três Rios, graças ao seu talento, capacidade, espírito empreendedor, honorabilidade, entre outras altas qualidades. O Instituto Monnerat funcionou até o final de ano de 1942 para,  em 11 de abril de 1943,  surgir o Ginásio de Entre-Rios tendo como entidade mantenedora a Sociedade Entrerriense de Ensino Ltda. Esse ginásio iniciou as suas atividades com 77 alunos matriculados no curso ginasial, 46 alunos no curso propedêutico e 130 alunos no curso primário. Foi seu diretor-gerente o Dr. Bernardo Bello e seu diretor pedagógico o professor Geraldo Monnerat. 

Em 1946 o Ginásio de Entre-Rios teve a sua razão social modificada para Colégio Entre-Rios, mantendo os seus cursos e já em sua inauguração oferecendo o curso de Contabilidade para mais tarde ver acrescentados. No  Colégio Entre-Rios,  a totalidade das cotas do antigo ginásio ficou em mãos do professor Geraldo Monnerat ,  que dirigiu o estabelecimento de ensino por muitos anos para transferi-lo, oficialmente, na década de 60 para seu irmão Carlos Monnerat, que além de brilhante professor de várias matérias emprestava à sua administração seu toque de talento e capacidade ímpares. 

O professor Carlos Henrique Monnerat após muitos notáveis anos de serviços prestados à Educação trirriense afastou-se do Colégio Entre-Rios em 1974 entregando sua administração à nova direção formada pelos professores Joel Monnerat, José Luiz Vieira de Mattos e  Girley Emílio Belan. 

Esse tradicional estabelecimento de ensino teve as suas atividades encerradas em janeiro de 2004, quando parte de suas instalações sofreu um lamentável incêndio. 

O professor Carlos Henrique Monnerat foi casado com Silvia Calvetto Monnerat, núpcias realizadas em Três Rios no dia 12 de junho de 1946 e do consórcio nasceram os filhos Criseide Helena, Cláudio Henrique, Fatima Cristina,  Silvia Beatriz e Luiz Otávio (falecido). 

Após seu desligamento do Colégio Entre-Rios, em 1975,  foi residir em sua cidade natal, onde faleceu no último dia 16 de dezembro. Amanhã, 22 de dezembro, em intenção de sua boníssima alma, será realizada missa de 7º dia de seu falecimento na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Bom Jardim (RJ),às 18:30h. Missa virtual transmitida pelo Facebook. 

À família enlutada profundos sentimentos e que o pranteado esteja na merecida glória eterna. 

( As frações da grande história do extinto Colégio Entre- Rios foram colhidas no trabalho  “Traços da História da Educação de Três Rios ", da historiadora Ezilma Teixeira ).