ÓCULOS: UM MODELO PARA CADA TIPO DE ROSTO | TR Revista

ÓCULOS: UM MODELO PARA CADA TIPO DE ROSTO



Já notaram como está cada vez maior o número de pessoas usando óculos, seja de grau ou de sol?  E com o aumento dos  usuários, cresceu também o número de modelos disponíveis. Os óculos de grau agora também seguem a moda, então vamos a algumas dicas dos especialistas, os designers de óculos, para não errar na hora de escolher o modelo certo para o formado do rosto e até mesmo a cor da pele. Dá para usar óculos e ser elegante, claro que sim!

Vamos supor que o amigo ou amiga do TR Revista foi ao oftalmologista, saiu do consultório com a receita chegou à loja especializada. O ideal então é experimentar vários modelos, sem se deixar levar pelo entusiasmo de ter visto um óculos bonito com alguém famoso, por exemplo.  O segredo é não ter pressa. Para não errar, preste atenção em alguns  pontos fundamentais: em primeiro lugar, a pupila deve estar centralizada no desenho da armação, como se fosse um alvo. O apoio no nariz deve ficar confortável e encaixar bem, sem marcar a pele, o que ocorre quando o tamanho não está certo. Há dois tipos de apoio, os de metal, e os de acetato. Quanto maior a área de apoio no nariz, melhor, pois divide o peso. Outro fator importante é que a armação deve sobrepor a parte inferior aos olhos, de forma a disfarçar as olheiras. Segundo os designers, as sobrancelhas devem acompanhar o formato da armação. Os óculos não devem ultrapassá-las, ou seja, as sobrancelhas não podem ficar dentro da lente. Se a sobrancelha for arredondada, a armação também deverá ser, e não deve haver espaço entre a sobrancelha e os óculos. Óculos “apertados” são muito desconfortáveis, então as hastes devem apenas se apoiar nas têmporas, sem pressioná-las. É aconselhável passar sempre na ótica para manter as hastes  alinhadas, de maneira que os óculos não fiquem tortos.

Formatos de rostos

O formato do rosto também deve ser considerado na hora da compra. São quatro os tipos principais: redondo, quadrado, triangular e oval. Quem tem rosto quadrado deve escolher óculos arredondados ou ovais. Para os rostos ovais, valem tanto os formatos arredondados quanto os retangulares. No caso dos rostos triangulares, com pouco queixo, os modelos mais adequados são os modelos do  tipo aviador e mais ovalados embaixo, para preencher o espaço.
Quem tem rosto pequeno pode usar óculos maiores, o que não deve ser feito por quem tem rosto grande. Essas pessoas devem optar por modelos menores, de tamanho compatível. Ou seja, o resultado final deve ser equilibrado.

Cores
Algumas cores de armação  combinam  melhor com diferentes tons de pele. Para quem tem pele negra, os designers de óculos recomendam  âmbar, tartaruga, preto e branco. Para as peles claras, combinam melhor as armações em tons contrastantes. Cabelos pretos combinam  com armações vermelhas ou vinho. Já quem tem os fios avermelhados pode usar um tom degradê nos óculos em relação ao dos cabelos,  nunca o mesmo tom.

Quem usa franja não deve deixar que ela encoste nos óculos. Cabelos muito volumosos não combinam com modelos com detalhes coloridos e apliques nas hastes – nesses casos, é melhor usar um modelo mais neutro.  Para os homens, óculos de acetato ficam bem para os carecas. Já quem tem barba e bigode deve optar por modelos sem muita informação, como os de três peças.

Óculos de sol
Escolher um par de óculos de sol é mais simples. A maioria dos modelos das coleções de verão deixa as sobrancelhas escondidas.  O conforto e o encaixe no nariz, bem como o apoio das hastes, da mesma forma que no caso dos óculos de grau, são pontos a serem levados em consideração na hora de comprar óculos de sol. Evite comprar nos camelôs, Pois não há como comprovar se os modelos têm proteção contra os raios ultravioleta. Vale lembrar também que, a exemplo das roupas, os óculos de sol devem combinar com  a ocasião em que serão usados. Os modelos aviador, de lentes coloridas e espelhadas, são o grande sucesso do verão 2015. Ficam bem com roupas esportivas, nunca como modelos e ocasiões formais.