SAÚDE/A FESTA ESTAVA BOA, MAS NO DIA SEGUINTE... | TR Revista

SAÚDE/A FESTA ESTAVA BOA, MAS NO DIA SEGUINTE...



Claro que ninguém sai de casa com a intenção de beber até cair. A maioria de nós (exceção para aqueles que têm problemas de dependência do álcool) vai para um evento, como o carnaval, pretendendo apenas “beber socialmente”. Mas...com o surgimento de tantas marcas de bebida, tantas opções principalmente de cervejas, os exageros acabam acontecendo. Aí, no dia seguinte é que se vê o resultado. Com dor de cabeça, uma sede sem fim e outros sintomas desagradáveis, como pensar apenas nos bons momentos da noite anterior? Em pleno carnaval, aqui vão algumas dicas que podem ajudar a prevenir a ressaca ou aliviar seus sintomas.

Para antes e durante

  • Beba água entre uma cerveja e outra. É importante manter o corpo hidratado sempre. O álcool desidrata o corpo e a cerveja, diurética, nos faz eliminar muito líquido, portanto, é necessário repor o líquido perdido.
  • Não beba de estômago vazio. A  bebida diminui o nível de açúcar no sangue,  então comer é importantíssimo para que o organismo não saia do seu nível normal. .

Para depois


  • Beba muita água antes de dormir. Muitas vezes a dor de cabeça do dia seguinte é desidratação causada pelo álcool. Beba no mínimo de 2 a 3 copos. Você vai se levantar algumas vezes durante a noite para urinar, mas no dia seguinte estará bem melhor.
  • Aspirina ou outro analgésico. Pílulas ou efervescentes, ajudam a combater a dor de cabeça.
  • Antiácidos. Ajudam caso seu estômago apresente sinais de irritação
  • Café, chá, bebidas a base de cola.  Ajudam você a se sentir melhor. Além disso, por serem líquidos, colaboram para manter a hidratação.
  • Coma bem no dia seguinte. Evite gorduras e comidas pesadas - seu estômago já está sofrendo o suficiente - mas não deixe de comer. Comer um pouco antes de dormir, quando chegar da festa, também ajuda algumas pessoas.
  • Dê um intervalo de 48 horas entre uma festa e outra. O ditado que diz que a forma de evitar a ressaca é beber de novo pode até ser engraçado, mas perigoso para a sua saúde. Portanto, nada de emendar um “porre” no outro.