DESLIZAMENTO DE TERRA E DESABAMENTO NA BR 040 | TR Revista

DESLIZAMENTO DE TERRA E DESABAMENTO NA BR 040



A Defesa Civil de Petrópolis determinou, esta tarde, a saída dos moradores de cerca de 50 casas e uma escola  que ficam próximas ao Km 81 da BR 040, onde ocorreram, nesta terça-feira (7) o deslizamento de terra e o desabamento de uma casa.  Os desabrigados receberam apoio da Secretaria de Assistência Social e técnicos da Secretaria de Meio Ambiente analisam as causas do acidente.  Até as 15,30 a pista da BR 040 continuava interditada a partir do Km 78.


Segundo moradores da região, a obra do túnel da Nova Subida da Serra  poderia ter provocado o  deslizamento. A  obra, que deveria ficar pronta em 2016, foi embargada em julho do ano passado pelo TCU – Tribunal  de Contas da União, devido a irregularidades nos projetos básicos e executivos, além de indícios de superfaturamento e sobrepreço na obra.

A Prefeitura de Petrópolis divulgou esta tarde nota informando que entrará com queixa-crime contra a Concer, concessionária responsável pela administração da BR 040, responsabilizando a empresa pelo acidente e pelo abandono da obra, interrompida em julho de 2016 devido, segundo a empresa, a falta de repasses do governo federal.

A  prefeitura informou também que o trânsito entre Itaipava e o Centro Histórico de Petrópolis está garantido. O fluxo dos veículos é desviado pelo bairro Duarte da Silveira em direção ao Rio de Janeiro. Agentes da CPTrans (Companhia de Trânsito e Transportes) e Polícia Rodoviária Federal estão no local orientando os motoristas.

O prefeito Bernardo Rossi classificou o acidente como  “um desastre humano, ambiental e ecológico”, e afirmou que já entrou em contato com os ministérios dos Transportes e da Integração Nacional, além da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), pedindo mais atenção à obra, além de solicitar ao  Ibama, que concedeu a licença ambiental para a obra, que faça uma vistoria no local. (Fonte: O Globo. Fotos do Whatssap)