EZILMA TEIXEIRA RELEMBRA/CARNAVAL TRIRRIENSE | TR Revista

EZILMA TEIXEIRA RELEMBRA/CARNAVAL TRIRRIENSE



VALE A PENA VER DE NOVO (l)

O extinto jornal trirriense O Cartaz  em dezembro de 1979 dedicou o nº 15 do seu Caderno de Cultura às origens do carnaval de Três Rios.
A publicação constitui uma importantíssima fonte escrita, que reuniu personagens, protagonistas, aficionados da festa momesca, em valiosos depoimentos, textos e imagens que muito robustecem a cultura local com suas páginas rememorativas da memorável festa popular carnavalesca.

PRIMEIRA MATINÊ INFANTIL

A foto é de 1930 e retrata a primeira matinê carnavalesca de Entre- Rios.
Criançada e adultos em pose frente ao antigo e extinto Cinema 1º de Maio (que mais tarde foi a primeira sede do CAER).
O local mais ou menos exato da foto, hoje, é em frente ao Edifício Santa Ettiene, localizado na também histórica Praça da Autonomia.
Ao proveito da onda de nostalgia, entre tantos retratados na foto, damos destaque ao segundo adulto, em pé, de terno escuro, da esquerda para a direita.
Trata-se do grande Joaquim Gomes da Silva, o célebre QUINCÃO, imortalizado como nome de rua no centro da cidade e personagem histórica raríssima em fotografias.

Foto : Do acervo do extinto jornal  O Cartaz