EZILMA TEIXEIRA RELEMBRA/CARNAVAL TRIRRIENSE | TR Revista

EZILMA TEIXEIRA RELEMBRA/CARNAVAL TRIRRIENSE



VALE A PENA VER DE NOVO ( II )

JAZZ - BAND COLOMBIA

Reeditando memória carnavalesca do extinto jornal  O Cartaz, de dezembro de 1979.
A foto estampa o Jazz-Band Colombia, conjunto de novidade musical, criado em Entre-Rios pelo bom forasteiro Waldemar Pinhel, egresso em 1924 do Rio de Janeiro para trabalhar como escriturário nas oficinas do 3º Depósito da Estrada de Ferro Central do Brasil.
Fundado entre 1928 /29 , o " som moderno" do grupo musical teve grande atuação não apenas nos eventos sociais e esportivos de Entre-Rios, mas, também, muito requisitado a abrilhantar os bailes oficiais das prefeituras de Vassouras,  Paraíba do Sul, Sapucaia, Barra do Piraí e Petrópolis.
O Jazz-Band Colombia deixou uma importante página na História do carnaval entrerriense,  animando bailes carnavalescos e a folia de rua, se apresentando no circuíto da Praça da Autonomia e da então Rua Condessa do Rio Novo. Os comerciantes da área dos festejos se cotizavam para pagar os músicos, que sempre se apresentavam em cima de carrocerias de caminhões.
O pano de fundo da foto de 1933, são as casas geminadas (com pessoas nas janelas) que ainda estão de pé, localizadas na quase esquina das ruas Presidente Vargas e Sete de Setembro.
Dos integrantes do Jazz-Band Colombia estão identificados da esquerda para a direita: o primeiro, com trombone, é Manoel Rodrigues (pai do grande artista e carnavalesco Wanderley Rodrigues); o quarto é Waldemar Pinhel, diretor da célula musical,  e o último, sentado, é o jovem João Pedro da Silveira, artista do piano e do acordeão do grupo. Tal músico fez carreira política a partir dos anos 40: foi duas vezes prefeito-interventor, uma vez prefeito eleito de Três Rios e duas vezes deputado estadual.

Momentos de um passado importante para o presente.


Foto: acervo do extinto jornal  O Cartaz