SAÚDE/ TEA - TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA | TR Revista

SAÚDE/ TEA - TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA



O autismo, ao contrário do que muitos pensam, não é uma doença. Trata-se de um transtorno   que costuma ser identificado na infância, entre 1 ano e meio e 3 anos.  Os primeiros sinais podem surgir também nos primeiros meses de vida, e afetam a capacidade de comunicação e aprendizagem das crianças. Os autistas se desenvolvem normalmente, fisicamente falando, e apresentam muita dificuldade para viver em sociedade e firmar relações afetivas. O TEA – Transtorno do Espectro Autista, é dividido atualmente em diferentes graus de funcionalidade:

  • Baixa funcionalidade – Ausência de interação com o mundo ao seu redor. Repetição de movimentos e atraso mental, necessitando de acompanhamento médico por toda a vida.
  • Média funcionalidade – Caracteriza-se pela dificuldade de comunicação e repetição de comportamentos.
  • Alta funcionalidade – O paciente também apresenta dificuldade de comunicação e repete comportamentos, mas de forma mais leve, podendo estudar, trabalhar e formar família, enfrentando menos obstáculos.
  • Há também a categoria  denominada savant, na qual os portadores possuem déficits psicológicos mas, ao mesmo tempo, grande capacidade de memorização e habilidades diferenciadas. Neste grupo incluem-se notadas de talentos extraordinários, geralmente portadoras da Síndrome de Asperger, uma forma mais branda de autismo.  

Causas

O autismo não possui causas totalmente conhecidas, mas estudiosos do assunto apontam para evidências de predisposição genética. Há também quem se refira a  infecções durante a gravidez e mesmo fatores ambientais, como poluição, no desenvolvimento do distúrbio.

Sinais

Algumas pistas podem ajudar os pais a antecipar a descoberta do problema em bebês e aumentar  as chances de  progresso do tratamento.

O  TEA – Transtorno do Espectro Autista, pode ser comparado a uma “ pane”  do desenvolvimento neurológico. Costuma ser identificado pelos médicos entre 1 ano e meio e 3 anos, mas alguns especialistas afirmam os pais são capazes de detectar os primeiros sinais a partir dos 8 meses, observando como o bebê olha para os objetos e o modo como se expressa ao desejar alguma coisa.

 

Celebridades autistas:

 

O cineasta Tim Burton, Bill Gates, (o criador da Microsoft), o físico e matemático Albert Einstein, a atriz Daryll Hannah, e o caso mais famoso na atualidade, o jogador argentino Lionel Messi, diagnosticado com a Síndrome de Asperger (uma forma mais leve de autismo) quando tinha 8 anos de idade. Messi é sempre citado, nos meios esportivos, como um homem frio, que se mostra incomodado  ao ter que olhar nos olhos de seus interlocutores durante as entrevistas, aparentando dificuldade de socialização, uma característica dos portadores de autismo. Fontes:

 https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/o-que-e-autismo-das-causas-aos-sinais-e-o-tratamento/ https://saude.abril.com.br/familia/autismo-veja-como-identificar-seus-primeiros-sinais/